adUnit

"Não sei se todas voltarão a ser acrobatas", diz médico

Em coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira, médicos do hospital onde as artistas do circo Ringling Bros. estão internadas disseram que duas delas sofreram graves lesões na medula espinhal

7 de maio de 2014 | 12h18 | atualizado às 12h38

Médicos do Rhode Island Hospital conceream uma entrevista coletiva esta manhã sobre o caso das artistas do circo Ringling Bros. que se feriram em acidente no último domingo.

Segundo o cirurgião Adetokunbo Oyelese, duas das bailarinas tiveram sérias fraturas na medula espinhal, e a recuperação das operações pode levar mais uma semana.

"Eu não sei se todas voltarão a ser acrobatas", disse Oyelese. "As pacientes com lesões na medula espinhal têm apresentado melhoras. Nós estamos esperando a recuperação, mas só o tempo dirá", completou.

Os médicos afirmaram que foram realizados um total de 17 procedimentos até agora. A equipe relatou que cinco das pacientes tiveram fraturas expostas e que uma delas ainda aguarda por cirurgia para tratar de uma lesão séria. Eles, no entanto, não detalharam as pacientes.

O doutor Roman Hayda, outro membro da equipe responsável pelos atendimentos, afirmou que elas possuem "espírito jovem e boa forma", oq ue poderia contribuir para a recuperação. Além disso, a equipe do hospital informou que as acrobatas são um exemplo inspirador, pois são "cheias de coragem, atitude positiva e desejo de melhorar".

Três brasileiras estão entre as sete artistas que seguem internadas: Dayana Costa e Stefany Neves, em estado grave, e Widny Neves, em boas condições. 

A irmã de Stefany Neves compartilhou uma mensagem na página da bailarina no Facebook e contou sobre seu estado de saúde. Na mensagem, Renata Neves diz:

"Meu irmão e mãe chegaram lá bem e conseguiram já falar com ela. Logo depois ela foi submetida há uma terceira cirurgia onde foi colocado uma haste de titânio na perna direita, pinos e parafusos no pé esquerdo devido a múltiplas fraturas. Ela teve uma fissura na coluna e levou três pontos internos na boca. Isso só ficamos sabendo com a chegada deles lá. A cirurgia já terminou e ela está dormindo. (...)". 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

por: Terra
adUnit PUBLICIDADE
adUnit
  © 2018 Terra Networks S.A Versão clássica