adUnit

Fifa sorteia grupos da Copa das Confederações neste sábado

As composições dos dois grupos da Copa das Confederações de 2013 será definida neste sábado, em sorteio realizado pela Fifa no complexo do Anhembi, em São Paulo. A anfitriã Seleção Brasileira, agora comandada por Luiz Felipe Scolari, será cabeça de chave e já conhece um dos seus adversários na primeira fase.

1 de dezembro de 2012 | 05h31 | atualizado às 07h11

As composições dos dois grupos da Copa das Confederações de 2013 será definida neste sábado, em sorteio realizado pela Fifa no complexo do Anhembi, em São Paulo. A anfitriã Seleção Brasileira, agora comandada por Luiz Felipe Scolari, será cabeça de chave e já conhece um dos seus adversários na primeira fase.

Como a Espanha encabeça o grupo B na condição de campeã mundial e duas seleções de um mesmo continente não podem se enfrentar na etapa inicial do torneio, a Itália certamente cairá na chave A, do Brasil. O campeão sul-americano Uruguai, da mesma forma, irá se encontrar com os espanhóis.

Resta saber em que chaves cairão Japão, México, Taiti e o campeão africano, que só garantirá a sua vaga em 10 de fevereiro de 2013, e a ordem dos confrontos. Felipão, que pretende usar a Copa das Confederações como preparação para o Mundial, evitou torcer no sorteio. "Não queremos ir nem tanto ao céu nem tanto à terra. Às vezes, imaginamos que um adversário é mais fácil e nos enganamos. Devemos estar atentos", discursou.

O treinador brasileiro lembrou que a Copa das Confederações será a sua única oportunidade de testar a Seleção em um torneio oficial antes da Copa de 2014. "Os jogos serão bem fortes. Para nós, que não estamos participando das Eliminatórias, é interessante que seja assim. Temos que analisar como os nossos atletas reagem em partidas desse nível", disse Felipão.Dirigindo a favorita Espanha, Vicente del Bosque é mais um técnico a valorizar a Copa das Confederações. Ele prometeu levar seus melhores jogadores para o torneio, vislumbrando até a conquista de uma "tríplice coroa". "Depois que tivemos êxitos na Copa do Mundo e na Eurocopa, temos esse desafio pela frente. Vamos nos preparar da melhor forma possível para essa competição entre campeões", bradou.

Os dois treinadores italianos do torneio compartilham da empolgação de Del Bosque. Alberto Zaccheroni, que lidera o Japão, declarou: "Estamos acostumados a enfrentar equipes da Ásia, que têm outra dimensão. Por isso, existe uma grande expectativa na Copa das Confederações". Cesare Prandelli, da Itália, avisou: "Queremos crescer internacionalmente no campeonato, dando continuidade ao trabalho de agora e melhorando a nossa preparação mental".

Já Óscar Tabárez, do Uruguai, lembrou que a sua primeira preocupação é classificar o Uruguai, com recentes maus resultados, ao Mundial do Brasil. "Mas temos poucos jogadores. A nossa população é inferior à de um bairro de São Paulo. Não é tão fácil", lamentou o treinador, exaltando a Seleção Brasileira. "Olhando de fora, não teria uma visão tão pessimista. O Brasil é uma potência do futebol mundial e está entre os dez maiores em termos de desenvolvimento econômico. Suas categorias de base sempre apresentam grandes revelações. É um dos centros futebolísticos do mundo."

Há um técnico ainda mais entusiasmado do que os demais para o sorteio da Copa das Confederações: Eddy Etaeta, que está à frente do modesto Taiti. "Para um país tão pequenininho como o nosso, é fantástico jogar este torneio. Infelizmente, não conseguimos digerir o título de campeões da Oceania e não fomos à frente nas Eliminatórias. Mas agora é a hora de estarmos cientes de que enfrentaremos os grandes do mundo", bradou.

por: Gazeta Esportiva
adUnit PUBLICIDADE
adUnit
  © 2014 Terra Networks S.A Versão clássica